evento

Pesquisa digital de dados marca o primeiro dia do VIII Bibliocontas no TCE Ceará

21-09-18

“Rede de Conhecimento: ambientes colaborativos informacionais”. Este é o tema do VIII Fórum Nacional de Bibliotecários e Arquivistas dos Tribunais de Contas (Bibliocontas), sediado no TCE Ceará, nesta quinta e sexta-feira (20 e 21/9). Os fundamentos da civilização, passando pela escrita, pelos arquivos e chegando aos livros foram pontos explanados pelo diretor-presidente do Instituto Plácido Castelo, a Escola de Gestão do TCE Ceará, conselheiro Alexandre Figueiredo, durante saudação inicial, que aproveitou o momento para apresentar as principais ações da Escola de Contas do TCE e de sua Biblioteca.

“Nossa biblioteca foi criada em 1988 e recentemente foi reformada. Recebemos um legado de 54 títulos, por meio de parceria entre a Presidência da Corte e a família do Ministro Raimundo Girão, autorizando a cessão das obras ao Tribunal. Temos um rico acervo digital, além do físico. Outra ação que desenvolvemos periodicamente é o projeto ‘Café com Leitura’, que discute obras e seus autores”.

“Relações Institucionais do Instituto Rui Barbosa (IRB) com o Bibliocontas” foi o tema da conferência de abertura, proferida pelo presidente do TCE Ceará, Edilberto Pontes. O Conselheiro falou sobre o papel das instituições, citando a Agenda 2030 que, entre os 17 objetivos, está o de desenvolver instituições inclusivas, eficazes e funcionais, como acontece no Tribunal de Contas do Ceará.

Pontes ressaltou a importância das Bibliotecas para elevação do nível de formação das pessoas. E lembrou que o primeiro local visitado no Tribunal, após aprovação no concurso, foi a Biblioteca. “É preciso ter pessoas motivadas, que vibram, entusiasmadas. Quem for atrás de informação, pesquisa, precisa de ter resposta, de um serviço bem prestado, profissional. Trata-se de um setor que agrega valor à instituição, é essencial, não apenas um trabalho a mais.”

Em sua explanação, o Presidente discorreu sobre Gestão da Informação com o avanço da tecnologia, tendo como base a Transparência 1.0 (publicações oficiais físicas), 2.0 (internet) e 3.0 (Big Data). “Como vice-presidente de Ensino, Pesquisa e Extensão do Instituto Rio Barbosa, estou à disposição para firmar parcerias com as bibliotecas do país. Queremos estreitar o relacionamento. Informação, conhecimento, cultura e governança são palavras de ordem.”

Editor da Revista Controle – Doutrina e Artigos, o Presidente lançou, na abertura do Bibliocontas, a mais recente publicação que, nesta edição, reúne 15 artigos de 26 autores. “Essa revista é um dos nossos maiores orgulhos. Tenho a grata satisfação em editá-la. Manter a revista até hoje é um desafio, porque presenciamos algumas publicações que não duram muito tempo. O número de artigos submetidos à publicação está cada vez maior. Contamos com um conselho editorial rigoroso, com o apoio de várias instituições importantes.” O Conselheiro Presidente agradeceu a participação da plateia, formada por profissionais de diversos Estados do Brasil e de outros países como Moçambique, Angola e Paraguai.

“Mucuripe” e “Imbalança” foram os cânticos entoados pelo Coral Vozes da Corte, sob a regência do Maestro Carlos Prata, abrindo a oitava edição do encontro. A apresentação musical encerrou com o Hino Nacional Brasileiro.

Compuseram a mesa de honra o presidente do Tribunal de Contas do Estado do Ceará, conselheiro Edilberto Pontes; o diretor-presidente do Instituto Plácido Castelo (IPC), conselheiro Alexandre Figueiredo; o presidente do Conselho Regional de Biblioteconomia – 3ª Região, Fernando Braga Ferreira; a diretora executiva do IPC, Hilária Barreto; o diretor de Ensino, Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação do IPC, Francisco Otávio de Miranda; o diretor-geral do Arquivo Público do Estado do Ceará, Márcio de Souza Porto; e o chefe da Biblioteca Ministro Raimundo Girão, Josimar Batista dos Santos.

A primeira mesa de discussão do dia teve como debatedora, Draª Gabriela Belmont de Farias, com o tema “Repositórios Institucionais e Curadoria Digital de Dados”; o palestrante Dr. Ronnie Fagundes de Brito, sobre “O Compartilhamento da Memória Técnica dos Tribunais de Contas”; e Dr. Osvaldo de Souza, com o tema “Curadoria Digital e Big Data”.

A programação da tarde foi aberta com apresentação de casos exitosos e de inovação nos Tribunais de Contas, como o de Inês Paiva, do Serviço de Protocolo e Preservação Documental, do TCDF; Silvia Regina Batista Mendonça, da Biblioteca Cyro dos Anjos (TCDF); Sávio Castro, da Divisão de Arquivos e Expedição do TCM-GO; e Cássio Murilo Alves Costa, sobre Arquivologia (TCFD).

O encontro encerra nesta sexta-feira (21), com mais palestras e debates, além da Redação da Carta de Compromisso, no auditório da Escola de Contas, do TCE Ceará.

Acesse aqui as palestras:

* Compartilhamento da Memória Técnica dos Tribunais de Contas

* Curadoria Digital de Dados & Big Data

Acesse aqui os casos exitosos:

* Silvia Regina Batista Mendonça

* Sávio Castro

* Cássio Murilo Alves Costa

* Inês Paiva

O registro fotográfico está na Galeria de Imagens e no Flickr do TCE.

Rua Sena Madureira, 1047 - CEP: 60055-080 - Fortaleza/CE - (85) 3488.5900 - Ouvidoria - 0800 079 6666 - ouvidoria@tce.ce.gov.br

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Rua Sena Madureira, 1047 - CEP: 60055-080 - Fortaleza/CE - (85) 3488.5900 - Ouvidoria - 0800 079 6666

Horário de funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas.